É amanhã! 3º Ato!

Sábado, 12 de março, 10h30

Praça da Independência

Gonzaga, Santos

Você está satisfeito em pagar uma passagem de ônibus mais cara que a maioria das capitais do País? Com um serviço de transporte público que só é bom para quem lucra com isso?

Vamos dar nosso grito de indignação:

Ato Contra o Aumento do Busão na Baixada Santista

Estão convidados todos os movimentos, estudantes e cidadãos em geral, revoltados com mais um aumento absurdo, tanto nas tarifas intermunicipais como nas municipais. ESTADO E PREFEITURAS, são todos culpados!

De preferência, vá de bike

QUEM NÃO GRITA QUER TARIFA!

Apoio: Rádio da JuventudeJOC BrasilJuventude e LutaCES, Ideia QuenteOpcional TV,Diga a Verdade e Saia CorrendoPassa Palavra e demais compas de luta!

Veja como foi o 2º Ato, sábado, dia 05, em São Vicente. Paramos o centro da cidade. Até a PM quis saber o que era.

Ideia Quente e Rádio da Juventude:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=flU38StbnqU&feature=player_embedded]

André Cardoso – Juventude e Luta:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=EfRbOVeRGfc&feature=player_embedded]

Adicione a rádio no face e no twitter

Share

RadioFeira e os artistas marginais

A RadioFeira, realizada no dia 04 de setembro, contou com participações mais que especiais. Os escritores Nego Panda e Ornella Rodrigues, ligados ao movimento hip-hop, escrevem textos e poesias sem se apegar às regras clássicas da literatura. No entanto, seus escritos representam bastante da realidade vivida por grande parte da juventude trabalhadora. Vamos conhecer? Continue lendo

Share

Cultura marginal – Semana de arte moderna

por Ailton Martins*

A cultura marginal é uma produção artística que não se enquadra dentro dos padrões tradicionais de se produzir cultura. É uma arte maldita, no sentido de ser arte do deboche, arte do conflito e da provocação, sempre buscando novas formas de expressão e novos olhares num mundo esteticamente voltado para a cultura do belo e do politicamente correto. A cultura marginal tenta aproximar a arte com aspectos coloquiais que possam refletir a realidade sem maquiagem, dando voz a quem não tem voz e incentivar o pensamento critico.

Continue lendo

Share